quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Questões sobre o socialismo (2º anos)

ATIVIDADES SOCIALISMO : PARA FICAR FERA... prof. Willyan

1- Ocorreram vários movimentos sociais no final do século XIX, através dos quais os operários buscavam reivindicar seus direitos. Esse fenômeno está ligado ao desenvolvimento das organizações coletivas, como o movimento sindical e os partidos políticos, tendo começado na Europa e Estados Unidos do século XIX, espalhando-se por todo o mundo ocidental.

       Qual das afirmativas a seguir corresponde às condições sociais daquele período?

(a) A rígida estratificação social impedia que os camponeses procurassem trabalho fora dos limites feudais.
(b)  A estagnação do setor econômico-produtivo, centralizado num mundo agrário incapaz de atender às necessidades humanas de subsistência.
(c)  Leis trabalhistas que reconheciam os direitos dos homens, mulheres e crianças.
(d)  As péssimas condições de vida dos mais pobres, com longas jornadas de trabalho e precárias condições de habitação.
(e)  A expansão dos governos democráticos, abertos à participação popular e à inclusão dos mais pobres na política.

2- (Unicamp 2011) A história de todas as sociedades tem sido a história das lutas de classe. Classe oprimida pelo despotismo feudal, a burguesia conquistou a soberania política no Estado moderno, no qual uma exploração aberta e direta substituiu a exploração velada por ilusões religiosas.
A estrutura econômica da sociedade condiciona as suas formas jurídicas, políticas, religiosas, artísticas ou filosóficas. Não é a consciência do homem que determina o seu ser, mas, ao contrário, são as relações de produção que ele contrai que determinam a sua consciência.

(Adaptado de K. Marx e F. Engels, Obras escolhidas. São Paulo: AlfaÔmega, s./d., vol 1, p. 21-23, 301-302.0

As proposições dos enunciados acima podem ser associadas ao pensamento conhecido como

(a) materialismo histórico, que compreende as sociedades humanas a partir de ideias universais independentes da realidade histórica e social.
(b)  materialismo histórico, que concebe a história a partir da luta de classes e da determinação das formas ideológicas pelas relações de produção.
(c)  socialismo utópico, que propõe a destruição do capitalismo por meio de uma revolução e a implantação de uma ditadura do proletariado.
(D)  socialismo utópico, que defende a reforma do capitalismo, com o fim da exploração econômica e a abolição do Estado por meio da ação direta.

3-  (Fatec) "A queda da burguesia e a vitória do proletariado são igualmente inevitáveis (...). Os proletários nada têm a perder com ela, a não ser as próprias cadeias. E têm um mundo a ganhar. Proletários de todos os países, uni-vos".

Esse trecho, extraído do Manifesto Comunista de Marx e Engels, foi escrito no contexto histórico marcado
pelo acirramento das contradições políticas, econômicas e sociais decorrentes do processo conhecido como Revolução Industrial.

(a)  pelos conflitos entre trabalhadores e patrões que começaram a ocorrer nos países capitalistas a partir da ocorrência da Revolução Russa em1917.
(b) pela afirmação dos Estados Unidos como potência imperialista com interesses econômicos e políticos em várias regiões do planeta.
(c)  pelo confronto entre vassalos e suseranos, no momento de ápice da crise do modo de produção feudal e de enfraquecimento da autoridade religiosa.
 (d) pelo incremento das contestações populares às diretrizes políticas implantadas pelos regimes autoritários que floresceram na Europa, na primeira metade do século XX.

4- (Mackenzie) No século XIX, o mundo do trabalho fez surgir novas perspectivas para a compreensão da sociedade contemporânea. O Manifesto Comunista (1848), de Marx e Engels, indica a mudança de concepções abstratas e utópicas sobre a sociedade, para outras mais concretas e combativas.
(Carlos Guilherme Mota)
Sobre Karl Marx e Friedrich Engels é INCORRETO afirmar.

(a) A obra que sintetizou as suas teorias econômicas, sociais, políticas e culturais foi O Capital, que retomava a tradição do pensamento dialético, aprofundando-o na linha do Materialismo Histórico.
(b)  A sociedade capitalista é contraditória, uma vez que produz um trabalho excedente que jamais retorna ao trabalhador, isto é, a mais valia.
(c)  Formularam um socialismo de um novo tipo, baseado na concepção de que o capitalismo deve progressiva e pacificamente evoluir para o socialismo.
(d)  Criticavam os socialistas Saint-Simon, Charles Fourier e Robert Owen, que não se baseavam, como eles, num estudo científico da história para aprender as leis da sociedade e da economia.
(e)  As lutas de classes entre proprietários e trabalhadores eram percebidas por eles como uma contradição fundamental do sistema capitalista e que levariam à abolição da ordem burguesa e do Estado que sobre ela se sustentava.

5- (Mackenzie) Os primeiros socialistas, ao formularem profundas críticas ao progresso industrial, estavam ainda impregnados de valores liberais. Atacando os grandes proprietários, mas tendo, em geral, muita estima pelos pequenos, esses teóricos acreditavam que pudesse haver um acordo entre as classes.

Cláudio Vicentino e Gianpaolo Dorigo

Os historiadores acima estão se referindo aos:
(a) socialistas científicos.
(b) socialistas utópicos.
(c) anarquistas.
(d) marxistas.
(e) socialistas liberais.

6- (Pucmg) O chamado socialismo científico, formulado por Marx e Engels no século XIX, propunha:

(a) a superação do capitalismo pela ação revolucionária dos trabalhadores, aglutinados em torno da Internacional Socialista.
(b) a redução do papel do Estado na economia para efetivar o controle direto pelo proletariado sobre os meios de produção.
(c) a supressão de toda legislação trabalhista e social, tida como mecanismo de alienação e cooptação do proletariado.
(d) a realização de sucessivas reformas na estrutura capitalista, possibilitando a gradativa implantação do comunismo avançado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário